English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

CAMINHOS DO PRAZER

 

Conversa em companhia de um bom vinho;
Frases picantes sendo pronunciadas;
Corpos ansiados, querem o carinho...
Querem se entrelaçar nas madrugadas;

As mãos deslizam os corpos ardentes
Ainda cobertos pelas lindas vestes;
Os olhares mergulham inocentes
Um no outro... Que visões que tu tivestes?




As bocas se unem em beijos molhados...
Estás na minha frente de espartilho;
Miro os teus seios belos e empinados
A me encantarem como o corpo em brilho;

Beijo os teus pés que são o meu prazer;
Deixo livres os meus lábios subirem
Para encontrarem tua flor mulher...
De aromas divinais a seduzirem;

Flor molhada, vestida de paixão...
Abrindo suas pétalas rosadas
E ganhando meu puro coração
Nas lindas noites, límpidas, caladas;

Sorrisos depois do cândido mel
A banhar nossos corpos livres, nus;
As bocas recebendo o beijo fiel...
Conectando-se a um mundo envolto em luz;

--
Samuel Balbinot
Mais um belo trabalho do escritor e poeta Samuel Balbit , no qual me enche de alegria e agradecimento....Obrigada pelo presente meu querido amigo!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014




OS CORPOS NUS

Quero deslizar tua pele nua...
Deixar meus beijos cândidos de amor...
Entrelaçar meu corpo ao teu
ter sua Alma unida a minha amando em
fervor;



Vem se deliciar no meu corpo em flor.
Provar os meus aromas perfumados...
Percorrer os caminhos sem pudor...
Que nos levem a planos elevados;



Vem provar a pureza do meu mel...
Mordiscar o meu seio empinadinho..
.Deixar nos lábios meus o mais fiel
Beijo de entrega , de união e carinho;
Samuel Balbinot

quinta-feira, 26 de junho de 2014


A ESPERA



Se foram as ruas
que os teus passos deixaste
desaparecendo no tempo 
ante seu muro invisível


E atrás o vale terno 
os céus se abriram 
respirando o esquecimento  
e o silêncio preciso.

Nem se quer o desencanto  
apenas algumas palavras  
porque pôde importar  
o silêncio compartilhado  

Assim quando soletro 
o suave sabor em minha boca  
de seus beijos invisíveis  
tocam eles os meus lábios
 
Diante de seus olhos ausentes 
o sussurro do vento 
 minhas palavras se dilaceram 
nas letras do acaso
 
E na beira de um sonho  
que agita seu impulso  
 no toque da fronteira 
a pura letargia do vazio 

E mesmo se você não estiver  
nesta noite estrelada 
mesmo assim vou te sonhar  
embora não me recordes


sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014


UM MUNDO ENCANTADO


Necessitaria de um dia
para entender que sou importante
para o nascer de uma flor
Precisaria de um minuto para
chorar
o desconforto de não vê-la
findar nos seus dias
Seria encantado um segundo
do meu viver
para entender que no secreto
de suas raízes
encontraria um coração batendo a minha espera.



Necessitaria de minha eternidade para
entender que a minha energia é uma constante
e que a vida de cada ser é um encontro de nascentes

Precisei de alguns dias para hoje escrever
que a morte é vida e das sementes são os corações


Me encantei de saber, que o mar sou eu
que as estrelas é meu universo
que o sol, a minha energia
a lua, a luz interior de meu corpo
e as flores com suas raízes
os meus pensamentos que nunca morrem.




sábado, 1 de fevereiro de 2014

 AMIGOS SÃO PARA SEMPRE




“RACHEL, que importa, o juiz que dá sentenças na areia?
Se livre eu imagino,

 no rastro dos faunos,
 tua voz de sereia?
RACHEL, que importa, a herança do meu avô, 

sob a pedra nua,
se do ar colho, tuas moedas de sol, tuas guirlandas de lua?
RACHEL, que importa, meu frágil muro,com qual tento defender os cautos,

se além de pequeno, meu horizonte louco
faz de mim um arauto?
 

RACHEL, a maior beleza...
Está em nada poder prever...
Fina incerteza,
De amar e viver...
Isso abre minha porta...
Sonhar ver você... SEMPRE LINDA
É só o que me importa.
Hoje foi decretado... Feriado mundial...
Em homenagem à tua doçura e meiguice!

Doce anjo dourado...
 

Com carinho e admiração...

(Paulo Roberto gaefke)


sábado, 18 de janeiro de 2014

SEM RUMO



Tu que és rio da vida
que em tua correnteza eu submerjo
em banhos de amor silenciosos

Como poderei eu ir a essas águas profundas
onde o meu sentir é amor e amor
Como sair e esquecer,deixando que a água de
vosso rio siga seu curso,
e busque outro rumo.
Como perder-me em vida, em sombras e morte,
sem para ti ser,minha poesia
meu canto, meu cabelo loiro,
meu sorriso e minha vida

Como é amor,
 essa sem razão de querer viver, morrer,
ao mesmo tempo,
e não querer nada !




terça-feira, 24 de dezembro de 2013

 IMPACIÊNCIA DE MULHER


Quando não existir mais as palavras
apenas me abrace

como se fosse a primeira vez,
por favor, me abrace e nunca me solte,
me abrace e me deixe te amar,
para construir um mundo onde 

nós existiríamos ... você e eu.
 Voaremos tão alto
 que nossos pensamentos não nos alcançarão.
 Onde você pode me apertar com suas mãos,
onde você pode tocar os meus desejos,
minhas esperanças,

 minha alma, 
 meu corpo,
brincar com os meus carinhos,
meus beijos para tornar seu rosto corado.
Abraça-me, proteja-me

Me ame porque quero ser amada agora
 eu não quero que me deixe ir
Também é verdade que eu amo fazer o amor
e dizer o quanto te amo

 E quando você sair de dentro de mim, 
 me sentirei num voo solitário
triste e desesperada
e você tem que ver isto em mim. .

Abraça-me e voaremos alto, 

 começaremos esta jornada,
voaremos alto alto 

 somos livres agora ... 
você e eu.

...

.

.